Páginas

6.7.16

fazer pão e amizades

Esses dias estava conversando com Deus. Acontece que, lá na igreja que congrego entramos num "desafio" (?) (não sei como chamar isso), mas é basicamente um amigo oculto de oração, amigo intercessor, amigo de oração, enfim, funciona como um amigo oculto mesmo, cada um tira o papelzinho com um nome, sendo que o presente que você vai dar pra essa pessoa não é chocolate ou alguma coisa até um limite de preço. O presente é o melhor de todos: a oração. Uma semana orando por aquele pessoa, meu líder ainda completou: tudo aquilo que você pediria para você mesmo, peça para pessoa que você tirou. 

Então um dia estava conversando com Deus sobre amizades, sobre a pessoa que eu tirei e o ciclo de amizades dela. Me veio a lembrança o que o líder tinha falado de pedir pela pessoa o que você pediria pra você. Eu lembrei que tenho uma amizade que sinto muita saudade, que faz tempo que não nos falamos e quando falamos são conversas rasas. Pensei, talvez a pessoa que eu tirei também tenha alguma amizade que sente falta. Comecei a orar por isso, como se fosse pra mim, pedi pra Deus colocar no coração da pessoa que eu tirei tudo o que eu queria que Ele colocasse no meu coração. Daí Ele, sendo maravilhosinho como é, colocou algo no meu coração pra me acalmar. 

Seguinte, o processo de fazer pão, simples, básico. Aqueles ingredientes normais, água, óleo, sal, farinha e o tal do fermento. Fermento pra massa crescer, render um pão bem grande (ou vários menores) e fofinho. Quando você mistura os ingredientes você precisa deixar a massa um pouco descansando, pro fermento trabalhar o cumprir o papel dele no pão. Minha mãe coloca até a vasilha com a massa no forno (desligado galere), ela diz que o escuro do forno ajuda. Se você não deixar a massa descansar o tempo que precisa a massa não rende, não cresce um pão bem grande (ou vários pãezinhos), não fica fofinho e gostoso de comer.

E qual a relação disso com amizades? Simples. Às vezes, existem amizades na nossa vida que a gente precisa deixar descansar, e esse descanso pode ser escuro (como o interior do forno), pode te deixar abalado ou triste. Mas de que adianta uma amizade que não rende? Às vezes a gente precisa abrir mão de um tempinho de amizade com alguém pra que essa amizade cresça. Pode ser que doa mas o resultado compensa. 

Um comentário:

  1. Gostei dessa comparação, nunca cheguei a pensar dessa forma e relacionar a amizade como um pão, e realmente é assim. Estou com uma amizade que está em descanso, isso me deixa bem triste, porque já estava acostumada com aquela pessoa ali conversando comigo todos os dias e tal, mas é isso, as vezes é necessário.

    Beijos!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir