Páginas

27.4.16

a vida é como modelar coxinhas

Pinterest
Dia desses fui com minha mãe fazer cozinhas (ela vende salgadinhos), cheguei, preparamos tudo, e foi minha mãe começar a fazer enquanto em pesava a massa. Acabei de pesar, já tinha visto minha mãe fazer falei hm......... parece fácil não é. Não era. Comecei ~trabalhando a massa~  e fazendo as bolinhas, até ai ok, abri fiz a covinha pra colocar o recheio, não parecia muito certo mas fui, quando chegou na parte de juntar tudo pra fazer a pontinha quem disse que dava certo????? Rachou tudo, recheio caindo, ok, dei pra minha mãe terminar e fui fazer outra, a gente não aprende na primeira vez né? Fui fazer outra e, deu no mesmo. Ok, a gente também não aprende na segunda vez porém não quis tentar a terceira pra ver se nessa aprendia. 

Passou um dia, chegou domingo, lá fomos nós fazer coxinha de novo. E eu fui tentar de novo. Não aceitava minha mãe fazer salgadinhos desde sempre eu não saber fazer uma coxinha. Fui no mesmo processo: bolinha, ok, covinha ok, ainda não parecia que muito certo, chegou aquele momento que pensei que que eu to fazendo aqui, mas continuei, fechei pra fazer a pontinha e não é que fechou direitinho? Daí me empolguei fui fazendo várias, tudo bem que minha mãe fazia duas começava a terceira e eu tava lá ajeitando a coxinha pra deixar bonitinha. Mas pelo menos eu consegui né? Depois umas oito já deu pra ficar orgulhosa, fui igual criança "mãaãaae olha o que fizzzzz"

Tá, dois parágrafos sobre euzinha aprendendo a fazer coxinha pra que? Então, a vida é tipo assim. Você vai levando, chega uma fase que você já acha que não vai conseguir, pensa em desistir, chora em posição fetal ouvindo Adele, mas você continua né, parece que só piora, e às vezes piora mesmo, quando passa essa fase é aquele pensamento "pelo menos eu tentei". Aí vem mais uma fase, vem aquele ciclo do choro em posição fetal etc, quando passa você se sente do mesmo jeito pergunta Deus porquê e os caramba. Mas não para não amigo, ou amiga. Não para até você ficar orgulhoso e querer contar pra todos que você conseguiu. 

Talvez você esteja pensando que louca e isso não esteja fazendo sentido algum pra você mas sério, pra mim faz muito. Esses pensamentos/comparações surgem na minha mente, e foi um dos motivos pra eu criar esse bloguinho, tinha que compartilhar isso com alguém. 

Então pessoa que está lendo isso, quando a vida ficar difícil, e você achar que não vai dar certo, não para. Mesmo que você esteja sofrendo muito, pode sofrer, se permita, mas olha pelo lado bom, tudo tem um lado bom. Tudo que acontece tem alguma coisa pra te oferecer (mesmo fazer coxinhas). Abra os olhos, sua mente. Não fica fechado, focado numa coisa. Amplia teu olhar. Preste atenção em tudo a sua volta, sempre tem algo pra aprender. Coloca isso em prática no seu dia a dia, tudo fica bem melhor e faz mais sentido. Nada é por acaso. 

Um comentário:

  1. Modelar coxinhas pode ser complicado, pode doer. Às vezes a gente até pensa em como tudo seria mais fácil se não tivéssemos que aprender a modela-las. Mas é preciso. É com essa dor que vem o aprendizado, o orgulho de ter aprendido e a felicidade. E, felizmente, é assim que a vida anda. Afinal, como poderíamos valorizar os momentos de alegria se não soubéssemos o que é tristeza?
    Beijos

    bagagenstrocadas.blogspot.com

    ResponderExcluir